sábado, 4 de outubro de 2014

Madrugada.

E no silêncio da madrugada, escrevo.
Escrevo quem sabe coisas sem nexo.
Mas a vontade de escrever pela madrugada bateu, e por isso, eis-me aqui.
Estou convencido de que a melhor hora para escrever é agora. Nesse silêncio. Nessa paz. Nessa quietude.

Sempre escrevo ouvindo algo, mas hoje, preferi ficar com o barulho da madrugada.

Quem me lê também sabe que amo escrever com o ruído da chuva.
Mas chuva agora é coisa rara de se ver, de se ouvir.

Tenho trabalhado bastante.
E a inspiração foi embora há muito.
Adoraria ter mais gana. Foco. Vontade.

Quem sabe, voltando às minhas madrugadas, eu não apareça mais por aqui?

Olhando o arquivo do blog... 2010 foi o ano recordista de posts.
Até penso às vezes em iniciar um novo blog, uma outra temática... Mas o quê? 
Se nem nesse aqui tenho dado as caras, imagina começar do zero?

A não ser, é claro, se fosse algo na área profissional!
Mas não rola isso no momento.

Esses posts de "ois" ficam cada vez mais chatos, mas não quis perder a oportunidade de estar aqui, nesse silêncio dessa madrugada, e deixar passar essa vontade doida de digitar.

Uma vez que hoje em dia, tudo é mídia, tudo é rede social, bora dançar conforme a música!

E falando em música, hoje deixo vocês com uma do U2, pra matar saudade.

Bom sábado!



Postar um comentário