quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Sobre nada e alguma coisa!

Leio "de quando em vez" que, quando estamos sem assunto, aí é que rende mais.
Sei lá. Comigo nunca foi assim.
Morro de vontade de voltar a escrever diariamente.
Mas tempos atrás, saiu uma reportagem no Youpix com a seguinte questão: "O quê houve com a blogosfera brasileira?"
Sei que no Blog das 30 Pessoas, me mantenho firme! Todo dia 21 apareço por lá para trocar algumas ideias!
Se bem que em duas ocasiões, fui lembrar do dia 21 lá pelo dia 27, 28... Aí já era tarde demais.
Mas foram só duas (ou três) vezes... Duas!
Sempre me vem à mente as ideias que eu tinha quando criança, de que se um dia tivesse uma máquina de escrever, escreveria um livro.

E eu que jurava que se tivesse uma
dessa uma dia, seria escritor...
E pensando bem... Se com toda a tecnologia da qual dispomos hoje, nem no blog escrevo direito, imagina se isso aqui fosse o teclado de uma Olivetti, e eu tivesse de trocar a fita a torto e à direito!

Que saudade de você, blog!

Não vou prometer que voltarei diariamente, pois não sou bom com promessas.
A rádio que citei aqui, por excesso de trabalho e falta de tempo, não vingou. 


Tá lá! A página, os programas... Tenho as vinhetas, o programa...
Quem sabe um dia?

Fato é que, com a escassez de tempo, poucas são as pessoas que se deparam com textos como esse e dedicam seus dez, quinze minutos para o mesmo. Ainda mais o meu blog, no qual geralmente coloco um clipe de uma música (meu eterno vício).

Quis escrever apenas porque são 04:26 da manhã, e lembrei de quando escrevia do PC do meu quarto, tomando o maior cuidado para não bater muito forte nas teclas, por volta desse horário mesmo, para não acordar minha mãe, que dorme no quarto ao lado do meu.
Tô na sala, no notebook. Acabaram-se as dificuldades de escrever a hora que bem entender, sem o risco de acordar ninguém.

Mas agora... Cadê a inspiração? 
Que sacanagem ela sumir!
Não acho isso justo! Deveríamos viver num mundo onde não houvessem bloqueios para quem curte escrever! Eu não consigo desenvolver um bom texto há tempos.

Uma amiga minha, blogueira também, comentava comigo, tempos atrás, que seus melhores textos sempre saíam quando ela estava triste, melancólica.

Parei para refletir e ver se o mesmo não se aplicava à minha pessoa.
Cheguei à conclusão de que não!
Sempre amei escrever. Tá certo que existem fases na vida onde temos mais assunto, estamos mais dispostos a nos dedicarmos à nossa página.

Meus leitores sumiram! Pudera!
Eu que escrevia todos os dias, nem meu blog pessoal tenho visitado mais!
Quem dirá os leitores que foram assíduos um dia!

O mais incrível, é que ainda tenho retorno dele!
Sempre quando alguém comenta algum post, recebo um e-mail do Google. E isso me deixa feliz!
O blog abandonado até pelo autor, ainda consegue, vez ou outra, atrair um leitor por causa de um texto ou de um vídeo aqui publicado!

Sei que esse post já tá mais comprido do quê deveria. Mas às vezes sou tagarela mesmo, tanto no falar, quanto no escrever!

Queria poder dizer que amanhã, quando você acordar, era só você passar aqui que teria um texto fresquinho pra você ler, curtir, comentar ou até mesmo ignorar. Mas melhor não.
Um dia desses, volto.
Por hoje, muito obrigado por ter passado por aqui, seja via link do Facebook ou do Twitter!
Fique agora com o vídeo de hoje (que ainda nem escolhi, ao término dessa redação).
Até a próxima!

P.S.: Escolhi um do Teatro Mágico!


Postar um comentário