segunda-feira, 12 de março de 2012

E aí, ECAD?! Tudo beleza?!

Não é de hoje que nós, brasileiros, sabemos que nesse país, entidades arrumam qualquer desculpa pra tirar uma graninha de nós, reles mortais.
O que é justo, é justo, diga-se de passagem!

Quem conhece o meu blog há um certo tempo, sabe que em todos os posts eu coloco um vídeo, geralmente um clipe musical.
Imagina se eu tivesse de pagar por cada vídeo que coloquei?!

Andei lendo na internet, outros blogueiros que cogitaram tirar suas páginas do ar pra não ter de arcar com as "despesas" que o ECAD começou a cobrar.

Puxa vida! Numa época na qual podemos nos enriquecer culturalmente, através dos "compartilhar" da vida, e ao ECAD vem querendo tirar uma grana?!

Volto a dizer: o que é justo, é justo!

Mas segundo o blog do YouTube Brasil, a instituição não poderia cobrar de nós!
Sexta-feira, dia 09/03, o Youtube se pronunciou a respeito, no blog deles!

Eis alguns trechos do post:

"1- Google e ECAD têm um acordo assinado, mas ele não permite nem endossa 
o ECAD a cobrar de terceiros por vídeos inseridos do YouTube. 
Em nossas negociações com o ECAD, tomamos um enorme cuidado 
para assegurar que nossos usuários poderiam inserir vídeos em seus sites 
sem interferência ou intimidação por parte do ECAD. Embora reconheçamos 
que o ECAD possui um papel importante na eventual cobrança de direitos 
de entidades comerciais, nosso acordo não permite que o ECAD 
busque coletar pagamentos de usuários do YouTube.


2- O ECAD não pode cobrar por vídeos do YouTube inseridos em 
sites de terceiros. Na prática, esses sites não hospedam nem 
transmitem qualquer conteúdo quando associam um vídeo do 
YouTube em seu site e, por isso, o ato de inserir vídeos oriundos 
do YouTube não pode ser tratado como “retransmissão”. 
Como esses sites não estão executando nenhuma música, 
o ECAD não pode, dentro da lei, coletar qualquer pagamento sobre eles."

Esses são dois dos três pontos que ressaltam no blog deles. E essa frase à seguir também achei super interessante: "Nós esperamos que o ECAD pare com essa conduta e retire suas reclamações contra os usuários que inserem vídeos do YouTube em seus sites ou blogs."


Para visitar o post em questão, do Youtube Brasil, clique aqui!

Através dos Trending Topics, no Twitter, pudemos acompanhar os "urros" de alegria dos blogueiros e blogueiras do nosso Brasil!

E eu não poderia de jeito nenhum de postar sobre isso aqui no blog!
Não é certeza, mas pretendo falar um pouco sobre isso também no meu próximo post, dia 21/03, no Blog das 30 pessoas. Não é certeza, mas é esperar pra ver!

O que sabemos, é que o estimado ECAD resolveu suspender a cobrança!
ÓTIMO!
Quando é que pessoas físicas e/ou jurídicas vão aprender que, com a internet, é bem mais difícil de se impôr ditaduras?!

E pra comemorar, eis aqui um vídeo pra você se deliciar!
E sem cobranças por isso! Graças a Deus!
E ao Youtube Brasil!



Postar um comentário