quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

ESCOLHER SER FELIZ

"Escolha ser feliz", disse o poeta.

Sim.Mas não esqueça que escolha, é escolha. Quando você decide por algo ou alguém, se desfaz de outras coisas e pessoas. Assim é a vida, uma constante eleição,
Elegemos quem queremos, o quê queremos. E não é todo mundo que sabe lidar com nossas escolhas.
O problema é que nós mesmos, às vezes, não sabemos.

Pagamos um preço por isso. Paga-se um preço pela felicidade, pela liberdade.
E acredito que ser adulto, também implica nisso. E numa sociedade que tenta fazer com que nos pareçamos e nos sintamos cada vez mais parecidos uns com os outros, acabando assim com a nossa individualidade, ser diferente gera como uma ofensa.

Diferente em quê sentido? Em todos.
Parece que foi Mandela que disse (se não foi, perdoem-me, não estou afim de pesquisar agora): "Para se ter inimigos, basta dizer o quê pensa."

Lembro do filme "Todo Poderoso", com o Jim Carrey, no qual ele diz à Aniston "Me ame!", mas devido ao livre arbítrio, ele não obtém êxito!
À essa altura, você já deve ter visto este filme, mas se ainda não viu, fica a dica!

Mas voltando.

Imagina se hoje, você fosse ser 100% sincero(a) em seus pensamentos, e principalmente em relação ao quê pensa das coisas, pessoas e realidades. Óbvio que é louvável sermos sinceros, principalmente com quem amamos, com quem nos cerca. Mas se escolhêssemos falar tudo o quê viesse à telha...

Quanto às decisões, escolhas... Fale com os mais experientes, os mais velhos (cronologicamente falando), e pergunte sobre as consequências. O quê fariam, o quê escolheram. São os maiores exemplos para seguirmos enquanto estamos mais jovens.

Escolha ter uma excelente quinta-feira também!
Aquele abraço!



Postar um comentário