terça-feira, 3 de janeiro de 2017

PENSAMENTOS E DEVANEIOS NUMA NOITE DE CHUVA

Antes de mais nada, clique no play e aproveite essa bela voz!



Ouviu? Ou melhor, assistiu?
Na música, hoje em dia, acho difícil alguém que supere a Adele, mas vamos lá (ao final do post, tem mais um vídeo musical, porque sim).


E aí? Como foi de passagem de ano? Tudo beleza?

Espero que sim!

Conversava dias atrás com uma amiga que tem ideias para um canal de vídeos no YouTube, e eu dizia pra ela desse canal que tenho com vocês aqui, no caso, esse blog.

Falei que o tenho desde 2007, que sumo e volto pra ele de tempos em tempos, e que se fosse pra eu ter um canal no YouTube, eu sofreria pelo conteúdo (ou pela falta dele).
Se sentar aqui atrás dessa tela e desenvolver um texto já não me tem sido fácil como antes, quem dera em vídeo?! 

Em áudio até arrisco às vezes, mas vídeo... 

Tenho um canal por lá também. De eras em eras até posto um videozinho ou outro, mas isso é assunto pra um outro dia (ou outro século).

Resolvi estar aqui hoje para dizer feliz ano novo à vocês, leitores e leitoras do blog. 
Também mando um salve para o Marlon Celestino, que usou do serviço de mensagem da página do blog no Facebook pra entrar em contato, dizendo que é ouvinte da rádio onde trabalho.
Abraço, Marlon! Valeu pela sintonia, rapá! 
Mando um alô no ar também, ok?

Sempre quis aprimorar o sistema de comentários aqui no blog, mas a template da minha página é de 1936, e por isso, não aceita as novas configurações. Uma pena. Mas se fosse migrar para as mais atuais, a cara do blog mudaria drasticamente, e não penso em fazê-lo tão logo. Preciso sentar dia desses e pesquisar. A verdade é que esse visual mais "clean" tem me agradado.
Pelo menos por enquanto.

No mais, é isso por hoje.
Meio nada com nada, mas de boa!
Não tenho a pretensão de alcançar a paz mundial com os meus posts.
Registro apenas que está chovendo (finalmente). E eu amo a chuva.

O título desse post era pra ser "Por quem os sinos tocam", e o vídeo que eu iria postar era dos Bee Gees, "For whom the bell tolls", mas agradeço aos detentores dos direitos por terem me proibido de divulgar essa música aqui. E por isso, alterei para aquele título simplesmente porque foi a primeira coisa que me veio à cabeça.

E já que não pude colocar os Bee Gees aqui, coloco a Mairéad Carlin, com "I see fire" (quem me conhece, sabe do meu amor pela música celta).

Abraço, e até a próxima.

Postar um comentário