quarta-feira, 2 de março de 2011

O relativismo e suas consequências

Com certeza você já ouviu o termo "dar murro em ponto de faca", não é mesmo?!
Ou que "se colhe aquilo que se planta"!
A verdade, é que nunca vi um mundo tão relativizado como o de hoje!

Faça o que eu falo, não faça o que eu faço!

Aqui sou uma coisa... Lá sou outra...

E nessa época de carnaval, a gente vê muuuuuuuuuuito disso.

Bem... É como o meu irmão já me ensinou uma vez, sobre a história das tartaruguinhas!
Um dia ele me perguntou: "Djow, você sabe por que as tartaruguinhas vivem tanto?! Às vezes, até um pouco mais de cem anos?!"
Eu respondi que não! Daí ele concluiu:
"É que cada uma de preocupa com o seu casco, com a sua vida!"



Tempos atrás, o povo veio com a história do "gatinho"!
Qualquer coisa que acontecia, lá vinha a pergunta: "Quer um gatinho?!"
No início, eu não entendi! Daí perguntei e veio a resposta:
"É que daí você cuida do gatinho e deixa a minha vida em paz!"

Tô começando a acreditar que a gente se preocupa demais com o próximo, e se esquece de viver a própria vida!

Tá na Bíblia: Não podemos ser hipócritas! Temos de tirar a trave dos nossos olhos, para depois ajudar o outro com o cisco!

Pensando bem... Vou cuidar da minha trave...
Postar um comentário