quinta-feira, 16 de agosto de 2012

"Não abra mão de sua felicidade!"

Eram mais ou menos duas da manhã quando ele acordou.
Não sabia ao certo quanto tempo tinha dormido.

Apenas olhou para os lados, e constatou que a maioria dos passageiros haviam feito o mesmo!

Mas agora que estava acordado, seria tarefa difícil pegar no sono novamente!

Sua psicóloga dissera que a melhor maneira de controlar a ansiedade (pra não dizer pânico) por causa de viagens de avião, era ferrar no sono!

A única coisa que sabia, é que com certeza, faltava muito para aterrissar!

O quê fazer então?!

Começou a pensar na vida. 

Meu Deus! E se aquele avião caísse? Esse era o seu inferno particular.
Sempre morreu de medo de que seu avião caísse. Resolveu meditar em cima disso.

Trouxe à memória pessoas, fatos e realidades que passaram em sua vida.

Pensou nas oportunidades que deixara escapar. Pensou nas que ainda tinha chance de investir, e nas incertezas que seguiriam à sua frente.

Havia tanta coisa que ele queria ter aproveitado, mas que por "N" situações, medos e outros afins, não o fez. Um amargo chegou em sua boca.
Achou que iria passar mal. Mas não. Apenas chegou à conclusão de que, acontecesse o quê acontecesse, aquele avião pousando, correria atrás de sua felicidade, quisessem as pessoas ou não!

Da maneira que ele achasse melhor!

Resolveu que não deixaria mais que seus medos o impedissem de ser feliz!

Via tantas pessoas sendo felizes! 
Pessoas que não tiveram medo de se arriscar. Que fizeram quando sentiram vontade, sem se preocupar com o quê os outros diriam ou pensariam.

E ele ali. Sempre pensando. Pensando demais antes de tomar suas atitudes.

Não!

Aquilo terminava ali!

Fazia consigo mesmo, uma oração pessoal!
Dirigida à ele mesmo!

Mais do que isso! Era uma verdadeira promessa!

Sabia que seria difícil! O tempo passou! Muitos chegaram, outros se foram, e ele ali, estagnado.

Sabia que, no fundo, haviam pessoas que torciam por ele! Da mesma maneira que existiam aqueles que duvidavam dele. 

"Com razão até, sempre dei motivo para que fosse assim!" - Pensou alto.

A senhora da poltrona 33A, do seu lado esquerdo, rosnou algo que ele julgou ser uma palavra, mas continuou dormindo.

Seria mais cuidadoso dali pra frente.

Lembrou de uma frase, que havia lido há muito tempo atrás: "Não abra mão de sua felicidade! As pessoas não abrem mão da felicidade delas por você."

Triste maneira de pensar. Mas sua experiência ensinou que a realidade nem sempre é bonita.

Na teoria, tudo é maravilhoso. Mas a vida é bem mais parecida com as séries e filmes (estrangeiros) do quê com as novelas.

Resolveu pegar seu celular, e colocar a playlist pra rodar.

Começava ali, a primeira noite do primeiro dia do resto de sua vida.



Postar um comentário