quarta-feira, 18 de abril de 2012

As flores não morrem! Não no jardim de Deus!

"Coraçãããããããoooooooo! Oooooooi coraçããããão!"

Às vezes, parece que ainda ouço você falando comigo assim! 
Era tãããão legal! Mesmo que fosse pra reclamar da velocidade da internet que teimava em cair do nada! Ahahaha!

Sempre me lembro dessas coisas!

Mas então, Paty!

Bjaum pra você, coração chamado Paty!
Hoje quero escrever pra matar um pouco da saudade que sinto de você!
Falei com a sua irmã, tempos atrás, a Paulinha, que nem convivemos tanto, né?!
Aaaaaah! Mas aquelas tardes lá no escritório onde você trabalhou são inesquecíveis!

Você vivia prometendo que ia no grupo! E quando eu me despedia, dizia "vem tomar mais água de vez em quando, pra gente papear!"

E assunto não faltava, né?! Falávamos de tanta coisa!
Da vida, das amizades, das músicas prediletas! 

Lembra que eu te falei do Leoni?! 

"Aaaah! Pode tocar essa pra mim! Eu gosto dela!" 

Aaaaacho que você nem ouviu! Ahahahaha! Tava ocupada demais cuidando das suas jóias! Do seu casalzinho lindo de crianças! Mas como eu te disse, tudo bem! O que valeu foi a intenção! Tocaria mais vezes pra você!

Hoje é estranho te ver só pelas fotos! Não ouvir mais a sua voz com o seu tão bonito "coraçããããão!" Super carinhosa!

Mas mexesse contigo pra ver! Rsrsrrss! Você sempre foi doce no ponto certo! E azeda de precisasse, né?! Característica de todas vocês, irmãs!
Acho que a Paula também é assim! 

Sabe, coração, falando nisso, tô rindo aqui! Ao mesmo tempo que escrevo pra você, falo com a sua irmã aqui, lembrando de uma vez que você foi no nosso serviço, porque ela tinha faltado e tals... Sei que você lembra!

Já fazia um certo tempo que eu não a via! Você chegou lá, e eu já fui abrindo um sorriso!
Você passou pisando duro, com a cara fechada, e nem pra mim olhou! Ahahahha!

É como a Paulinha disse: Ninguém podia mexer com uma de vocês que você avançava mesmo! Ahahahaha! 

"Ai Márcio, desculpa! É que não consigo mesmo ver essas coisas..." - Claro, Paty, sem problemas! Tamo aê! Rsrsrrsrs!

Lembro do jeito que você me perguntava as coisas! Lembro do seu rosto, ao ouvir falar das experiências que eu tive na Canção Nova, no grupo Cordeiro, nos retiros que fiz!

E lembro de você viver prometendo ir! Rsrsrs! Sempre te esperei, mas você não foi!
Mas era entendível! Coisas de mãe! Ser mão é padecer no paraíso! Linda vocação!

Mas então, meu anjo, eu poderia ficar aqui o dia inteiro falando e escrevendo pra você!
A saudade é grande!
E olha que não sou só eu que digo isso não!

No Orkut, no Facebook, os comentários nas fotos onde você está, não me deixam mentir!
Você foi, é e sempre será amada por todos aqueles nos quais você deixou um pouquinho de você!
Que o diga as irmãs Paula, Poliana e Priscila (às quais também mando o meu beijo carinhoso)! Vejo em cada uma delas, muito de você!

A Paula é a que mais tenho contato, como você sabe! 
Ela me chama como você me chamava! "Coraçãããããooooo!" E o interessante, é que acho que ela nem sabia, quando começou a me chamar assim, que você também o fazia! Coisas de família mesmo, né?!

Falei pra ela ontem, que vocês, meninas de sua família, passaram pela fôrma da beleza várias vezes! Ahahahaha!

Bem, Paty, é isso!

Meeeega beijo pra você! Sei que de onde você está, você olha por toda a sua família! Especialmente pelos pimpolhos lindos que aqui estão, com você cada dia mais viva no coraçãozinho deles!

E dentro da gente você mora também! É como eu sempre te disse: Existem pessoas, que cativam, mesmo que seja num breve período de tempo, um lugar pra sempre dentro do nosso coração!

Te vejo e te ouço nas lembranças! Nas conversas que tenho com aqueles e aquelas que trazem tanto de você! Um dia, a gente vai se encontrar novamente! 

Porque eu sei que as flores não morrem! Não no jardim de Deus!
Saudade!


Postar um comentário