sábado, 9 de junho de 2012

"O gato bebe leite, o rato come queijo, e eu... sou o palhaço!"

E lá estava eu vendo o jogo Rússia x República Tcheca, segundo jogo da primeira rodada da UEFA Euro 2012, quando recebo no celular uma mensagem para o convite de um filme na casa de amigos!

Era a Thais, baterista do Ministério de Música no qual sirvo, dizendo que assistiríamos o filme "O Palhaço", de Selton Mello, na casa da Kátia, vocalista do Ministério de Música no qual sirvo!

Imediatamente aceitei o convite! Claro! Estou de férias, e estar com esse povo é simplesmente uma delícia!

Selton Mello e Paulo José, durante uma pausa
nas gravações, no set de "O Palhaço" (Imagem: UOL)
Mas por quê inicio o post de hoje assim?! 

Sim! É porque quero falar um pouco sobre a mensagem que captei no filme do Selton!

Trata-se da história de um palhaço triste! Triste por causa da realidade na qual ele vive! Das dificuldades que uma vida "cigana" impõe! Por causa da dificuldade em comprar um ventilador, sonho de consumo de há muito tempo...!

Aliás, durante o filme, lembrei do poema "Tédio", de Heine!



Conheço uma versão declamada pelo maravilhoso dublador (à quem mando aquele abraço) Isaac Bardavid! Quer saber o por quê me lembrei do poema, no filme?! Então assista ao vídeo!


Bela voz, não?! 

Mas então... Voltando ao filme...

Lembro que alguns membros da crítica especializada detonaram esse filme, quando do seu lançamento. 
Não sei você, mas eu sou da seguinte opinião: Se tem o Selton Mello, é sucesso! Ainda mais se o filme for dele!

Não tinha visto ainda por falta de oportunidade! Sou uma pessoa ávida por informações em geral! Vivo ouvindo podcasts, assistindo videocasts, muitos deles, nos quais seus autores expressam suas opiniões sobre cultura em geral. Mas nem por isso me deixo levar pelo que escuto, sempre!

Comentei com o pessoal lá ontem, que já vi filmes que a crítica elogiou ao extremo, e que achei uma droga! E em outras ocasiões, vi produções que a crítica arrebentou, e que eu adorei!

Ou seja, tenha a sua opinião! Não é porque os "especializados" disseram que não presta, que você não vai gostar!

Filme tristemente lindo! E lindamente triste!
Mas com um final feliz!
O filme "O Palhaço" é diferente sim! Não tão quanto "Onde vivem os monstros" (postei sobre esse filme aqui), mas tem sua parcela de originalidade, própria do seu criador! Quem está acostumado à ação frenética dos Transformers, ou dos Vingadores (também gosto muito desse gênero, viu?), vai notar uma diferença gritante! Mas é claro! O tema aqui é outro!

Pra mim, a grande lição do filme é você valorizar aquilo que você sabe fazer, e fazer com amor!
É verdade que na vida,  nem sempre você consegue viver, tirar o sustento daquilo que você ama fazer! Trabalhar naquilo que te dá somente prazer! Considero-me um privilegiado, nessa altura de minha vida, por neste momento, estar trabalhando em algo que amo, que é o rádio!
Mas nada impede que eu precise, por uma real necessidade, um dia ter outro emprego! Somos adultos e acho que nos entendemos nesse sentido, não?! 

Não posso comentar muito sobre isso que, pra mim, é a chave e o ponto principal do longa!
Mas fica, de qualquer maneira, aqui a minha dica! "O Palhaço", com (e de) Selton Mello! Tristemente lindo e lindamente triste esse filme (assim como aquela música do LS Jack, lembram?)! Recomendo!

Agradeço à Thais pelo convite! E quem assistiu ao filme comigo, ou seja, a Kátia, o Xande, a Clara e o Miguel, aprovaram demais a história do palhaço Benjamim!

Antes de deixar o vídeo musical de hoje, assista aqui ao trailer do filme:


Quanto à trilha musical... Esse filme não tem! Tem sim, as músicas incidentais... Mas não tem aqueeeela música, sabe?! Assim como teve o "Lisbela e o Prisioneiro"!

E já que estamos falando de filmes com esse ator sensacional, a trilha que coloco hoje é justamente dessa produção de 2003 (faz tempo, né?)! Nem parece que já se vão nove anos de sua produção!

Caetano Veloso encerra o post de hoje! Muito obrigado pela visita! 
Você não me ensinou a te esquecer!


Postar um comentário