sábado, 2 de janeiro de 2010

Façamos a decisão pela felicidade!


Chegou 31 de Dezembro!
Eu tava doido para blogar no último dia do ano, escrever aqui no último dia de 2009!
Mas justo hoje, minha provedora de internet resolveu dar pau!!!

Há muito tempo atrás, eu escrevia aqui no WordPad, e depois transcrevia para o blog!
Hoje pelo jeito, é um dia de voltar às raízes!!!

Mas sem problemas! Esse voltar às raízes tem a ver mesmo com o que quero meditar nesse post!

Lembro de um tempo onde a tristeza não tinha vez na minha vida!
Hoje, assistindo à pregação do Márcio Mendes, na Canção Nova, me lembrava de tudo aquilo que eu tinha como verdade na minha vida!

Mas deixa eu começar do começo prá você entender!

No ano de 2000, com 2 anos de caminhada na Renovação Carismática, fui até a sede da Comunidade Canção Nova, em Cachoeira Paulista, participar de um acampamento de oração!
O pregador principal do evento era, no caso o nosso saudoso padre Léo!

Gente, me encantei por tudo lá! A maneira como os consagrados vivem, o jeito alegre e feliz de ser!
Tive de conversar com alguns deles, e daí foi amor mesmo!!!
Tanto que anos mais tarde eu faria o caminho vocacional lá também! Mas isso já fica prá um outro dia!

Continuando!

Aaaah! Eu quis aprender a ser daquele jeito também!!!
Sempre sorridente! Sempre feliz!!! Mesmo em meio aos problemas e tribulações do dia-a-dia!
Aprendi o método de estudar a Bíblia (A Bíblia no meu dia-a-dia), e buscava fazer aquilo que os missionários me ensinaram!

E minha vida seguiu esse patamar durante anos e anos!!! Nada me abalava! Mas não porque eu era forte por mim mesmo ou auto-suficiente! Muito pelo contrário! Era porque eu deixava Deus ser Deus na minha vida!!!

Muitas pessoas diziam da alegria de me ver sempre alegre!!! Era algo que não passava!
Mas é verdade também que muitos se irritavam com isso! Estranho, né?! Por que será que as pessoas se irritam com a felicidade alheia?! E não se tratava de euforia, que vem e vai! Mas era algo contínuo!

A verdade é que, anos mais tarde, deixei que me convencessem que aquilo passava mesmo. E aí foi o meu grande erro. Digo sempre que muitas vezes, deixamos que uma mentira dita muitas vezes se torne uma verdade na vida da gente. E nesse caso, foi péssimo.

Eu não me irritava facilmente. Nunca discutia. Não tava nem aí para os revezes que surgiam. Se aparecia algum problema, logo pensava: Deus está à frente, tudo vai se resolver!

Triste prá mim foi rever a minha história, e ver que nesse ano que tá acabando, esse Márcio deixou de existir. E faz tempo.
Quem convive comigo sabe do que tô falando. Deixei que a ira, a raiva e a falta de paciência invadissem o meu ser. Comecei a fazer as coisas de qualquer jeito. A ironia ficou tão forte em mim, que mesmo quando eu não queria ser irônico, minha cara denotava isso.
Quantas vezes ouvi que aquela cara irritava as pessoas?!

Por que partilho tudo isso aqui no blog?!

Porque de repente alguém pode estar passando pela mesma situação, e queira sair dela, assim como eu quero e já estou saindo!

Medite comigo:

"Não entregues tua alma à tristeza e não aflijas a ti mesmo com tuas preocupações.
A alegria do coração é a vida da pessoa, tesouro inexaurível de santidade, a alegria da pessoa prolonga-lhe a vida.
Tem compreensão contigo mesmo e consola teu coração;
afugenta para longe de ti a tristeza. A tristeza matou a muitos e não traz proveito algum;
o ciúme e a raiva abreviam os dias, como a preocupação traz a velhice antes do tempo.
Um coração luminoso está em contínuo festim;
seus manjares são preparados com capricho." (Eclo 30, 22-27)

Essa foi uma das passagens que o Márcio Mendes usou na pregação hoje pela manhã!
Lembro que durante muito tempo, essa passagem norteou a minha vida!

Ano novo, vida nova!!!

Quero fazer com que aquele Márcio feliz (e não eufórico) volte a existir!
Na verdade, acredito que já tenha voltado! É maravilhoso como uma palavra pode mudar a vida da gente, quuando permitimos que ela caia no coração!

É como o Márcio dizia (o Mendes): "Dê as contas para a tristeza!"
Não é que eu estivesse triste, gente. Mas sabe aquela confiança em Deus, de que tudo vai dar certo porque Ele está à frente de tudo?! Isso tinha passado em mim!

Pessoas e fatos foram surgindo, e deixei que me provassem do contrário, que não adiantava acreditar sempre. Mesmo com verdadeiros anjos em minha vida, preferi, involuntariamente, ouvir o lado errado da história.

Mas a partir de hoje, tudo já é diferente! E sei que não precisarei esperar a meia-noite para experimentar isso!!!
Decidi agora, de manhã, durante a pregação, voltar a viver na alegria do Senhor, que é a minha, a nossa Força!

E não é utopia, pois, se nesses anos todos, com o Batismo no Espírito Santo, eu não tiver essa alegria, do que valeu então tudo o que já vivi?!
Sei que Ele está comigo!
E durante esse 2010, quero ser para as pessoas, para minha família e para mim mesmo, um Márcio que leva a alegria por onde pássa! Por ser de Deus!

Queria muito postar esse artigo hoje, dia 31! Mas como a Mega Link resolveu justo hoje, não funcionar, acho que será difícil!
Se a net voltar, posto aindaq hoje, senão...

FELIZ ANO NOVO!!!! QUE DEUS ABENÇÕE À VOCÊ E A CADA UM DE NÓS!!!
Nos falamos no próximo post, sempre com a alegria que não pássa, pois é fruto do Espírito Santo!!!
A Paz do Cordeiro!!!
Salve Maria!!!
Postar um comentário