terça-feira, 15 de julho de 2008

Eu queria poder ter o poder...



São 03h56 da manhã. Ouço uma canção, a do Renato Russo, que faz uma pergunta interessante! "Quem inventou o amor?!" Sabemos, pela busca, que o amor não foi inventado. Ele existe. O amor é Deus. Mas a pergunta que persiste é, por que, meu Deus, por que teimamos em ferir aqueles que mais amamos?!
De repente, porque temos todos um pouco do Rei Midas. Nessa madrugada, essa história é muito concreta para o meu momento.
O Rei Midas, sei lá como (não me lembro)e nem de que jeito, adquiriu o poder de, pelo toque, transformar tudo em ouro! Imagina só, que poder interessante! Poder tornar aquele metal precioso tudo o que estivesse ao toque de suas mãos!
Acontece que, no dia em que seu filho, o príncipe e futuro herdeiro do trono veio, alegre, feliz e sorridente, para abraçá-lo, você já faz idéia do acontecido. O filho que tanto amava, tornou-se aquele metal precioso. Nunca mais veria o sorriso estampado no rosto de seu filho, aquele sorriso matreiro, com olhar matuto! De quem gosta de aprontar...
Creio que, nas amizades, as verdadeiras, às vezes a gente é assim. Amamos tanto alguém, que, por muito amar, não sabemos como amar. Daí, tudo é fadado ao erro, aos mal-entendidos, aos ferimentos "desnecessários!" Sim, coloquei entre aspas, pois acredito que até nos fatos dolorosos, Deus ensina uma lição.
Na minha vida, as pessoas que passaram por ela e deixaram lugares realmente cativos, foram aquelas que mais machuquei, e que mais me machucaram. Aprendi muito com isso! Mas estou cada vez mais convencido que nessa terra, não aprenderemos tudo! É muita coisa, somos muito complexos, difíceis demais, complicados demais...
04h09 da manhã!
Ah! Como eu queria poder não ter o dom de ferir tantos aqueles e aquelas que amo! Mas, uma das lições que aprendi, é a de que são essas amizades que realmente valem a pena! Será que você pensa como eu?! Torço para que sim! Para que você saiba a importância de sua imagem, dos seus sons, da amizade da alma... De sua importância para mim!
Cresci com pessoas que aprendi a amar! Também com aqueles que aprenderam (dura lição) a me amar! Não queria que essa lição fosse tão difícil pra você! Nessa madrugada, que teima em não terminar nunca, penso nisso. Nas chances que temos de acertar, mas erramos o alvo. E, por errarmos o alvo, pessoas sofrem, corações são despedaçados, almas são inquietas...
Ah, Senhor! Como eu queria ter o dom de apenas acertar! Apenas deixar rastros seus na vida daqueles que o Senhor me confiou! Mas Deus, não tenho sido motivo apenas de alegrias, ultimamente. Tenho feito chorar também. Quero aprender cada dia mais a confiar mais e mais em Ti! Pois diz a sábia frase: "Lute com outros, mas lembre-se de seguir sem desistir mesmo sozinho, pois, no fim de tudo, irás perceber que sempre foi só entre você e Deus!"
Mas tem tanta gente pra gente (a redundância é proposital) levar pro Céu! Sim! Porque existe um Céu! E tenho lutado há dez anos para que pessoas criem um amor pelo Céu! Existe um Céu, mas no caminho até lá, nos machucamos e ferimos... somos machucados e somos feridos...
"Tu te tornas eternamente responsável por aquele/aquilo que cativas", nos diz Saint Èxuperry! Se me cativas, és eternamente responsável por mim!
Mensagem para você: Se te cativei, perdoa as vezes em que falhei. E me perdoa as vezes em que ainda irei falhar. Você faz a diferença em minha vida! Por isso, não quero, e nem devo desistir de você! Porém, se desistires de mim, saiba, que estarei sempre orando e torcendo pela sua felicidade! No final das contas, essa sempre foi a única maneira de verdadeiramente, provar e demonstrar o amor fraterno que Deus me fez sentir por você! Ah! Como eu queria poder demonstrar melhor. Mas, perdão... Sou limitado demais...
Merecedores da misericórdia um do outro, jamais seremos. Não mereço, e nunca mereci "segundas chances"... Mas adoraria poder tentar mais uma vez! Mesmo correndo o risco de machucar, e ser machucado. Pois, de uma coisa eu tenho absoluta certeza: SUA AMIZADE VALE REALMENTE MUITO A PENA!
04h27 - Ô madrugada que não amanhece...
Postar um comentário