segunda-feira, 28 de julho de 2008

A distância e a saudade!

Distância. Palavra que distingue e denota espaço. De tempo. De sentimentos. Distância. Denota tristeza, distingue vontades.
A distância também tem seu benefício (dizem que tudo o que é demais, estraga), porém, como é difícil curtir uma distância. Penso que, se nós, seres humanos pudéssemos escolher, jamais ficaríamos longe daqueles que amamos!


Distância...

Quem foi que disse que a menor distância entre dois pontos é uma linha reta?! Pois pense na pessoa amada e trace uma linha reta para você ver!

Que distâââââââââância gigantesca essa!!!

Mas a verdade, é que nem o tempo, e nem a distância, podem separar corações que se amam!!!
Quando sinto saudade, penso em algo que me lembra da pessoa em questão! Música, filme, piada (ou não)!
Qualquer coisa que me faça sentir mais pertinho!!!

Saudade!

Já tive a oportunidade de escrever sobre ela! Em um ponto, a saudade faz bem: Nos ensina a matemática! Siiiimm!!! Matemática!

Ela ensina à contar as horas, os minutos e segundos, até então você encontrar a pessoa que desperta em você a saudade!

A distância e a saudade! Um casamento perfeito entre duas realidades que são quase sinônimos!
Mas existe também a alegria do reencontro! Ah, como é bom reencontrar corações que amam e são amados!

Novidades (ou não), que são contadas à base e ao sabor das lágrimas e também dos risos!!!

Alegria e reencontro! Um casamento perfeito entre duas realidades que seriam quase sinônimos, não fosse um detalhe: Não é preciso ter você na minha frente para que eu seja feliz!

Pensar em você já me faz assim! Saber que você existe me faz bem! A saudade existe! A distância também! Mas a alegria, em saber que você vive, é maior do que qualquer realidade que possa existir!

Alegria! Amizade! Duas realidades que são sinônimos! Casam perfeitamente!

Que alegria em ter sua amizade!

Postar um comentário