quarta-feira, 23 de julho de 2008

A Força Da Palavra

Na escola, minha matéria predileta sempre foi a Língua Portuguesa! Ameeeeei muito tempo, Ciências também!
Mas, escrever sempre foi comigo mesmo! Redações, Literatura, Conjugação de verbos... O que muitos odiavam, eu adorava!

E conforme a gente vai crescendo, as palavras vão adquirindo uma cor diferente na vida da gente! Você, que lê essa crônica aqui no meu blog, ou na minha página no Recanto das Letras, sabe bem do que estou falando!!!

Palavras...

Lembro-me do quanto gostava quando eu tinha de escrever algo para minha mãe ou para o meu pai... Lembranças perdidas no tempo, memórias que não voltam mais!

E as cartinhas de amor?! Noooossa!!! Sempre, desde que me conheço por gente, fui adepto ao romantismo! Cartinhas com corações desenhados (o que muitos consideram coisa de menina), flores desenhadas... palavras adocicadas... às vezes, até demais! E pagamos o preço pelo que escrevemos!
Trago tudo isso nessa crônica hoje, por causa do como me senti ao receber uma mensagem SMS de minha melhor amiga, momentos antes de vir prá rádio! Além de me fazer amar ainda mais nossa amizade, vim prá cá pensando! Ouvindo o repórter das estradas e meditando! Que alegria receber algo assim, de quem amamos! Nos faz bem à alma, ao ego, ao ser...! Como gosto!

Daí fui me lembrando o que já partilhei com você! Os momentos e sentimentos que já vivenciei... as conversas no Live Messenger... ah! A palavra! Que bela e necessária invenção do ser humano!

Mas, é verdade também que às vezes (e muitas vezes) não conseguimos expressar o que sentimos pelas palavras! Já ouvi dizer que, em certas ocasiões, "as palavras empobrecem a ternura de certos momentos que vivemos!" Sou obrigado à dizer que concordo com a frase!

Quantas vezes quis expressar em palavras o que senti e não consegui! Muito pelo contrário! Não foram raras as vezes onde destruí a ternura de certos momentos... Aprendi com você à tomar mais cuidado com isso!

Palavras... Tem uma música com esse título, não tem?!
Não me recordo agora!

Quisera eu ter a graça de sempre acertar as palavras que necessitam ser ditas, e a grandeza de me calar quando as mesmas tem a tendência de machucar alguém.
Palavras que expressam (ou tentam expressar) o que de mais belo sentimos!

E nessa era da tecnologia... Que bom poder usar da internet para chegar até você! Saber que, pelo menos um pouquinho da riqueza que sei que carrego dentro de mim tem alvo certo! E que esse alvo então, deixa que entre pelos olhos e caia no coração aquilo que senti no meu coração, passou pelos meus olhos no momento da escrita, e que você toma ciência disso!

Obrigado pelas palavras que você permitiu que eu te dissesse (senão explodiria) naqueles momentos difíceis! Obrigado pelas palavras que me ensinam, a cada dia, ser mais humano!

E obrigado também pelas palavras que chegam à minh'alma, e ao meu coração!

Se hoje sou mais feliz, com certeza é porque as ouço, as leio, as medito e as amo!
Como em muitas vezes, hoje vivo a experiência de não saber como expressar em palavras o que sinto!
Peço perdão!

"Amo nossa amizade!" - Essa frase tem poucas palavras, mas tem todo o significado!

"Sempre amarei" denota um tempo longínquo, sem fim...

"Amo nossa amizade! Sempre amarei!"

Não me canso de repetir! Seja no celular, no MSN, seja no Blog... assim como é na vida!

Postar um comentário