quarta-feira, 11 de julho de 2012

Conversando comigo mesmo!

07:30h da manhã.

Acordo com o barulho das crianças que gritam lá fora.

"Não entendo" - Penso, ainda meio atordoado!
"Será que na idade dessas crianças eu tinha tanto pique assim?!"

O frio é de lascar. Deveria marcar uns 23 graus abaixo de zero lá fora.

Meu cachorro vem me dizer o tradicional bom dia! De uma maneira meio estúpida, é verdade!
Não por maldade dele, de maneira alguma! É porque o tamanho dele o faz agir assim!

Levanto ainda muito preguiçoso, os olhos ainda pesados! Vou para o banheiro!

Olho para o espelho, e sorrio para mim mesmo!

"Bom dia!" - Digo!
"Bom dia" - Recebo de volta!

O que será que mais um dia estaria me reservando?!

Sei lá! Como é bom ter essas incertezas!

"Mas será que as pessoas se interessam por quem tem incertezas?!"

Daí me lembro que do alto dos meus 32 anos, o que as pessoas pensam ou deixam de pensar disso ou daquilo, já não faz assim tanta diferença. Melhor assim.

Vou para o som! Ligo uma música bem alta! Começo os afazeres da manhã! Coisas rotineiras, que fazem parte da vida da maioria da humanidade! 

Nisso, um raio de sol atravessa a fresta da janela!

"Nãããããão! Luz agora não!" - Protesto eu, em meio à luz invasiva.

Termino de fechar a fresta que dava entrada ao astro-rei. Pronto! Agora minha vista já não doía tanto! 

E ao sabor da música, lá ia eu! Lá fui eu! Pensando em como é bom viver um dia de cada vez! 
Agradecendo à Deus por ter dormido mais uma noite tranquilamente!

E vambora, aguardando o que o dia nos reserva!
E que legal! Tocando Capital Inicial no rádio!
Vou ali aumentar o som!



Postar um comentário