segunda-feira, 23 de julho de 2012

"Sentimento"

À quem pertence esses olhos e esse olhar tão belo, que me faz ir da terra ao céu em 2 segundos?

"É meu!" - penso eu, mesmo sabendo que não é verdade!

Mas a felicidade de poder contemplá-los já garante a felicidade de sabe que você existe!

Tem tanta coisa guardada pra você aqui dentro... E você insiste em não aparecer...

Mas não tem problema. 


Sei que o dia chegará! 

Enquanto isso, vou aqui, vivendo cada dia de uma vez, contemplando seu viver, suas buscas, vitórias e angústias!

E quem disse que o amor exige algo em troca?

Coisa que, na maioria das vezes, somente os poetas entendem. 
Os poetas e aqueles que não tem medo de amar!

Sim, porque quem ama esperando algo em troca, acha que ama!

Amar é muito além disso!

Amar é ser feliz quando o outro é feliz!
É chorar quando o outro chora!
É se perder na imensidão de um sorriso que faz você contemplar o paraíso!

Aaaaah... Como é bom te amar...!

Faz com que os dias nebulosos sejam ainda mais belos!
Faz com que a chuva fique ainda mais encantadora!
Faz com que eu me sinta cada vez mais eu!

"Mas qual a vantagem de amar assim, sem esperar (ou ter) nada em troca?"

Amar conscientemente é próprio do ser humano.
Logo, nos faz sentirmos mais humanos, mais gente.
Gente que tem a capacidade de esquecer de si mesmo, pensando no benefício de alguém!

Gente que é capaz de deixar seu egoísmo de lado, para que um problema alheio, quando solicitado (ou não), seja resolvido!

Mas é bem verdade o que um amigo me disse um dia: Quando se tenta explicar um sentimento, sofremos o risco de diminuir a sua intensidade!

Até porque é simplesmente impossível descrever o amor, ou outro sentimento!
A palavra "sentimento" já define: é algo que se sente, e não que se explica.

Senão não seria sentimento. E sim explicação!



Postar um comentário