terça-feira, 6 de julho de 2010

Eu me lembro! Nunca me esquecerei!

Que saudade!
Lembro que quando segurei suas mãos trêmulas, olhos prá baixo, por vergonha de encarar os meus, meu coração também havia disparado!
Eu me lembro!
Foi numa tarde fria de Março! Não era a estação do frio, mas algo mágico aconteceu naquele dia!
Nossas incertezas estavam se transformando em certezas! A vontade de estar um com o outro, a música que ouvíamos e que nos lembrava um ao outro!
Época da inocência, onde um simples oi bastava para fazer com que abríssemos aquele sorriso de orelha à orelha!
Nunca me esquecerei da maneira carinhosa com a qual você me chamava!
Outras 6 bilhões de pessoas poderiam me chamar daquele jeito, mas só você tinha a mágica nas palavras!
Anos realmente incríveis! Que marcaram muita coisa em mim, e sei que fizeram o mesmo em você!
Hoje, não a vejo mais! Mudamos de cidade, de endereço e realidade. Mas no coração, sempre existirá o seu nome e sua imagem!
Estou aqui olhando as fotos! Momentos de alegria (e também de tristeza) eternizados!
Sorrio! Lembra daquela vez que te derrubei do pônei?! Ahahahaha!
Você quis me matar! Mas te abracei e disse que nunca te deixaria! Você, brava, me apertava com toda força, me xingando e chorando pelo susto do tombo levado!
Tempos depois você me confidenciou que chorou mais pela vergonha do que pela dor! E veio aquele safanão mais uma vez, que só me fez rir!

Essas coisas, a gente não esquece!
Afinal, como esquecer o inesquecível?!

Não tenho mais notícias suas. Não sei por onde anda e nem o que tem aprontado!
Só desejo do fundo da minha alma, que aquela menina tenha se transformado na mulher que imaginávamos que você seria!
Não sei se fiz bem minha parte! Mas eu tentei. E sei que você sabe disso!

Minha esperança, é que você leia esse texto!
Sei lá, de repente, vai que numa busca da internet, você resolva procurar pelo meu nome, e automaticamente essa enxurrada de lembranças te invada também!

Eu me lembro!
Nunca me esquecerei!
Você estará para sempre, aqui!
Dentro do meu coração!
Postar um comentário