quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Oração da ironia.

"Oi Deus!
Hoje quero falar com o Senhor.
Sabes que sempre peço a graça de ser uma pessoa melhor, e tenho até lutado por isso.
Por isso nesse dia, eis-me aqui mais uma vez!
Peço ajuda para decidir o que é certo. Na minha vida e na vida das pessoas que me cercam!
Quero fazer as pessoas felizes! Estar presente na vida delas! Ser presença em todos os momentos!
Quero testemunhar as bençãos que o Senhor me dá, falar de Ti às pessoas!
Viver a radicalidade daquilo que o Senhor ensinou. Não me "amoldar" ao mundo. Mas transformá-lo.


Agora...


Quero decidir o que é certo segundo aquilo que eu quero achar. Pouco importa se é certo para o próximo ou não.
Pode até estar escrito em algum lugar, mas a minha verdade ainda é mais importante. Não assumo prá ninguém, mas é assim que penso.
Quero fazer as pessoas felizes. Mas somente aquelas que me agradam. Amar à todos?! Pff...
Eu tenho o direito de amar quem eu quiser. Até porque a palavra amar não é assim tããããão importante.
Amar de fachada é bem mais fácil.
Quero estar presente na vida delas.
Presente na vida de quem eu quiser. Precisam de mim?! Se vira! Ninguém nasceu quadrado.
Farinha pouca, o meu pirão primeiro.
Ser presença em todos os momentos! Principalmente nos felizes! Quando o outro (que eu julgo amar) precisar mesmo de mim, se mostrando um fraco, deixo-o largado à sorte. Deus cuida dele. Afinal, pessoas fracas são chatas. 
Quero falar de Ti às pessoas, testemunhar as bençãos que o Senhor me dá.
Principalmente com um microfone nas mãos. Lá na frente, para as pessoas aplaudirem à Deus, mas para que eu possa me sentir o máximo, achando que são prá mim!
No trabalho?! Na escola?! Na rodinha dos amigos que "não são de Igreja?!" Ah não. Deixa prá lá. 
Se não fôr num palco, melhor ficar quieto.
Radicalidade?!
Sim. Gosto de falar sobre. Na internet, nas redes sociais e tudo o mais.
Mas viver mesmo... Ah... Ninguém consegue, né?! Por que comigo seria diferente?!
Eeeeeu?! Arriscar perder o meus status?! De maneira alguma!
O mundo tem ensinado nossos jovens que tudo pode!
Olha... Tudo também não, né?!
Mas por quê não usar alguns artifícios que o mundão oferece para "pescar" jovens prá Deus?!
Sim! Assim eles se achegarão mais fácil, né?!
Tem coisa que não tem problema, viu?! Preste bem atenção aos sinais que deixo por onde passo/ando/escrevo.
Me amoldar?! Nãããão! De jeito nenhum! Mas também não precisa ser assim tão tão."

É como o Padre Léo dizia.
"Ah, Padre. Eu sou católico, mas do meu jeito!
Do seu jeito, até o encardido pode ser católico."
Postar um comentário