quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

PAGE 26 OF 366: PELAS VEZES QUE TE FIZ CHORAR...

... peço perdão.

Sei que prometi fazê-la sorrir, mas sabemos que não deu muito certo.

Amava vê-la sorrindo com as palhaçadas que eu fazia!
Nem que fosse pela minha insistência! Eu sabia que às vezes, você as detestava.

Mas essa sua cara de bravinha... Ahaha!

Mesmo assim, mesmo quando brava, você ainda era adorável. Tá certo... Nem sempre!
Mas era quase sempre!

Mas então...

Nem tudo deu certo. nem tudo saiu como a gente queria.
Não consegui cumprir com tudo o que eu prometi. Eu nem sabia que não era capaz de tanta coisa, sabe?!
Mas é que com você do meu lado, parecia que eu era mais do que um super-homem!
Parecia que eu conseguiria alcançar o inatingível! Você me fazia sentir assim!

Realizar o impossível com você, por você!

Você sempre me fez sentir assim, mais capaz do que realmente sou!

Por isso me sentia seguro ao afirmar que, se preciso fosse, e você assim quisesse, eu iria até o céu buscar aquela estrela, que batizei com o seu nome!
Você ainda a vê no céu?!

Ela serve pra matar a saudade que você causa!
Às vezes, caminhando nas diversas voltas pra casa, esse "casamento" de fatos me leva a sorrir, sozinho, na rua!
Pode ser que alguém pense que sou doido por isso! Mas você, e quem mais me conhece, sabe que nunca liguei, não ligo e nem ligarei pra isso! Que me taxem de doido. Há loucuras que valem a pena!

Bom demais! Só se tem saudade do que é bom, diz a velha canção, lembra?!

Vale a pena recordar!

Saudosismo?! Pode ser!
A sociedade diz que não se vive de saudosismo!
Acontece, que a sociedade não paga as minhas contas.
Pelo contrário, eu sou o único responsável por elas.
E se esse saudosismo me traz você de volta, ainda que seja só aqui dentro de mim, faço questão de ser chamado assim, "alma saudosista"!

Pelas vezes que te fiz chorar... Peço perdão.
Amava vê-la chorando, mas de felicidade! Nunca quis que chorasse pela decepção que, mais cedo ou mais tarde, eu causaria.

Hoje sei que é feliz! E como é bom vê-la sorrir!
Não faço parte do seu presente, mas amo o fato de fazer parte do seu passado!
Passado esse que ainda me faz sorrir!
Que me faz feliz, por momentos nos quais fomos felizes juntos!

Sim, "é preciso seguir em frente", diz o conselheiro!
Mas acredito que sou hoje resultado do que fui ontem!
E pra mim, isso é uma dádiva.
Siga! Sorrindo! Sempre!



Postar um comentário